Contauditoria | Plano de ação para engajamento dos seus colaboradores em 8 passos Verification: e0a4a0b724b554c2

Notícias

Saiba tudo sobre o mundo empresarial e contábil.

blog-post
Nov13

Tags:

Plano de ação para engajamento dos seus colaboradores em 8 passos

Na Era da Informação, a maioria dos seus colaboradores é impactada diariamente por muitas oportunidades de trabalho. Por isso, a necessidade de manter o engajamento dentro da sua empresa é cada vez maior para firmar o compromisso estabelecido e relembrá-los da motivação que os colocou dentro da equipe.

Para ajudar você com essa missão, fizemos abaixo um plano de ação para engajamento com algumas tarefas que são fundamentais nesse processo e que podem começar a ser implementadas pela sua empresa desde já:

1 - Tenha claro os procedimentos do RH da empresa

Independentemente do porte de uma empresa, ter os procedimentos de RH bem estabelecidos é fator crucial na expansão do negócio.

Nos momentos mais decisivos em que é preciso expandir de forma rápida, a eficiência do processo de contratação é fator decisivo no engajamento dos colaboradores.

A primeira impressão que o colaborador tem sobre a empresa e o quanto ele sente que sua contratação será fundamental para a equipe pode fazer com que ele se mantenha engajado desde o início e traga ideias novas e arejadas, estimulando outras áreas que precisavam de renovação.

Por outro lado, um colaborador que já entra com a sensação de ser apenas mais um e se sente perdido no começo do seu trabalho, provavelmente vai demorar a se ajustar e pode passar meses com esse sentimento sem que seja direcionado por um superior.
Portanto, o engajamento começa desde a atenção dada no processo seletivo da empresa, que deve ser estabelecido de forma estratégica e cuidadosa para gerar bons frutos.

2 - Deixe claro para cada colaborador seu valor dentro da equipe

Muitos colaboradores se sentem desmotivados ou perdidos porque não conseguem ter uma visão panorâmica de seu trabalho dentro da equipe.

Qualquer ser humano trabalha de maneira muito mais engajada quando consegue ver os resultados de seu esforço e tem um sentimento de pertencimento, ou seja, de fazer parte de algo maior.

Portanto, a melhor pessoa para fazer um colaborador se sentir assim é o responsável pela empresa ou pelo setor no qual o colaborador está inserido.

Outro erro muito comum é apresentar essa visão panorâmica apenas no momento da entrevista de emprego ou da contratação. Porém, uma empresa é dinâmica e o papel do colaborador também. Sendo assim, é bom ter na agenda momentos reservados para pequenos encontros de tempos em tempos, na qual o colaborador é atualizado sobre o seu papel no andamento geral dos projetos.

Esse é um momento também de valorizar as atividades feitas e de direcionar uma ação que não esteja sendo executada na direção certa. Muitos trabalhos inadequados acontecem por falta de direcionamento, e não por falta de capacidade técnica por parte do colaborador.

3 - Crie metas internas estimulantes e realistas

Um dos grandes desafios na criação de metas é conciliar um objetivo que seja ao mesmo tempo estimulante e realista. Uma solução para esse dilema é pedir a opinião do colaborador na elaboração da meta e demonstrar como ela pode ajudar a construir um cenário melhor dentro da empresa.

Outro fator importante é criar metas de curto e médio prazo, e deixar de longo prazo para as reuniões de alinhamento da missão da empresa. Metas muito longas e distantes podem desestimular os colaboradores.

Dica: mantenha as pequenas metas visíveis em um quadro branco ou em um canvas com post-its dentro da empresa, de forma que elas possam ser apagadas ou riscadas conforme forem cumpridas. Isso é estimulante e pode ser feito pelos próprios colaboradores.

4 - Invista em comunicação interna eficiente

Muitas empresas mais modernas já têm canais de comunicação mais diretos como Slack, Trello e outras ferramentas, que apostam na tecnologia e nas mensagens instantâneas para resolver questões mais imediatas que não são eficientes para serem resolvidas por e-mail.

No entanto, a comunicação "cara a cara" nunca deve ser deixada de lado dentro de uma empresa, principalmente nos momentos estratégicos que exijam tomadas de decisão.

Conversar olho no olho e ouvir os colaboradores é uma ferramenta fundamental para manter a clareza na comunicação e alinhar corretamente as expectativas dentro da empresa.

Dar feedbacks com regularidade e checar de tempos em tempos sobre como os colaboradores estão são medidas humanas que tornam as relações mais sólidas e verdadeiras, evitando mal entendidos e insatisfações crônicas que podem durar meses e ter como consequência o desligamento de um bom colaborador.

5 - Não apresente soluções prontas

Uma das atitudes mais tóxicas de um líder é ter sempre respostas prontas quando questionado por um dos colaboradores. Esse tipo de atitude pode gerar duas reações mais comuns que vão depender da personalidade do colaborador: dependência ou frustração. As pessoas mais emocionais podem acabar ficando dependentes de consultar o seu superior na tomada de decisão e as mais autônomas tendem a se sentir frustradas pela falta de liberdade.

Para evitar essa atitude, sempre que for solicitado, ouça o colaborador sobre o desafio, e pergunte para ele o que acha que deve ser feito. O simples gesto de compartilhar a situação geralmente faz o colaborador chegar sozinho a uma resposta, que pode ser a ideal ou direcionada rapidamente por um superior adequado.

Esse comportamento, a médio e longo prazo, gerará um senso de equipe e trará mais autonomia para os colaboradores nas microdecisões diárias da empresa, pois se sentirão confiantes e motivados a buscar as melhores soluções.

6 - Peça aos colaboradores uma opinião ou um ensinamento

Existe uma questão humana delicada em relação à hierarquia empresarial que é o valor que a experiência de cada colaborador tem dentro da empresa.

Muitos líderes ou superiores tratam seus colaboradores como meros executores de tarefa, e essa atitude mina a criatividade de qualquer pessoa. Para evitar que isso ocorra na sua empresa, é fundamental que você ou o superior responsável procure estar a par do que o colaborador faça e, se possível, peça que ele ensine alguma coisa sobre a sua área.

As pessoas adoram falar sobre as suas paixões e sentir que podem ser úteis ao ensinar algo que é uma expertise para elas. Valorize essas expertises e traga elas para a rotina de trabalho dos seus colaboradores dentro da empresa.

Quando for possível e necessário, peça a opinião dos colaboradores acerca de questões que não estejam necessariamente ligadas a sua área de atuação, mas que possam contribuir com uma sacada estratégica.

Fazendo isso, muitas vezes você pode descobrir novos talentos e remanejar pessoas dentro da empresa, além de fazer com que elas se sintam valorizadas intelectualmente.

7 - Faça reuniões mais informais

Quem não gosta de dar uma pausa no expediente para um café ou um chá descontraído? Os seus colaboradores também gostam. Ter dentro da empresa um espaço apropriado para fazer isso na qual duas ou mais pessoas da equipe possam compartilhar seus processos e alinhar pequenas metas do dia a dia pode ser muito mais funcional do que agendar uma reunião formal.

A palavra "reunião" e a formalidade do agendamento faz com que os colaboradores se sintam estressados e não apresentem uma performance criativa na hora de propor soluções.

Já as pausas estratégicas no decorrer do expediente costumam ser encaradas como momentos de relaxamento, e são nesses momentos que as soluções boas costumam aparecer. Aproveite esses momentos e faça com que eles sejam curtos, não mais que 20 minutos. Fazer isso regularmente ajuda a fortalecer os vínculos dentro da empresa e criar um sentimento geral de pertencimento que alavanca os resultados da empresa.

8 - Faça um planejamento estratégico para cumprir com a sua palavra

É de conhecimento comum que muitos líderes prometem promoções e crescimento empresarial para um colaborador na hora da contratação, mas com o tempo se esquecem e não cumprem com aquilo que prometeram. No entanto, certamente o colaborador se lembra das suas palavras e vai desanimando com o tempo conforme vê que o que foi prometido não será cumprido.

Esse comportamento, além de minar a motivação do colaborador, coloca em risco o caráter e a ética de seu gestor. De uma forma geral, essa atitude pode se refletir inclusive em futuras parcerias e na reputação da empresa fora do ambiente de trabalho. Muitas empresas acabam conhecidas em sua área por isso e, como consequência, atraem colaboradores que estão desesperados por trabalho mas que nunca confiarão plenamente em seus superiores.

Portanto, esse é um ponto delicado: inclua na rotina da empresa um planejamento estratégico que ofereça visão de crescimento a médio e longo prazo que você possa cumprir para que não caia no esquecimento.

Quando os colaboradores têm clareza e percebem que o crescimento dentro da empresa é possível, objetivo e que só depende dos resultados de suas ações, eles se tornam muito mais engajados em cumprir metas e alavancar os resultados da sua empresa.
Quer ajuda para ter mais resultado com seus colaboradores?
A Contauditoria possui planos de ação elaborados com experiência de anos no mercado em ajudar empresas a conseguir mais resultado dos seus colaboradores. Com assistência empresarial personalizada, nós avaliamos sua necessidade e propomos o plano de ação mais adequado a sua empresa.
Consulte-nos para saber mais e começar aumentar os resultados da sua equipe hoje mesmo!

Post Anterior

Como engajar os colaboradores da sua empresa

Próximo Post

Refis do Simples Nacional